Erros de líderes de primeira viagem

Há quem pense, que empreender com êxito, é ser progenitor de uma idéia brilhante, mas isto não é verdade. Apenas ter a exclusividade sobre uma grande idéia não assegura o sucesso no seu projeto. Muitos empreendedores não avançam em seus resultados pela falta de habilidade em liderar recursos, pessoas e circunstâncias. Esta não é uma tarefa fácil, mas é bem possível.
Liderança não se adquire sentado em sala de aula, mas é proveniente de experiências, relacionamentos e conclusões ao longo de uma caminhada. Líderes imaturos acreditam que basta ser um empreendedor para ser um líder. Ser empreendedor pode te garantir uma vaga excelente em gestão e gerência, mas não em liderança. Gerentes fazem manutenções de processos, líderes extraem processos e oportunidades de dentro das pessoas. Gestores são responsáveis pelos resultados de uma empresa ou equipe, já líderes, são responsáveis pelo destino delas.

Você já percebeu como é natural empresas subestimarem a importância da liderança na evolução e processos que envolvem o seu crescimento? Eu fico impressionado como esse assunto de liderança organizacional, desenvolvimento humano e plano estratégico em outros países. São tão populares e presentes no dia a dia dos executivos de baixa e alta gerência, enquanto no Brasil isso ainda soa como um expertise separado apenas para os tops do mundo corporativo.

Liderança precisa estar presente no dia a dia de qualquer pessoa, empresa ou organização. Isto pode ter um impacto inclusive na economia de um país, afinal, liderar é potencializar resultados e diminuir os prejuízos. No início da caminhada no campo da liderança, muito empreendedores desconhecem a importância de controlar os custos, iniciam propostas investindo altos valores, antes de colherem os primeiros resultados, isto pode ser perigoso. Normalmente o start de um novo projeto é realizado em uma circunstância capitalizada, há o aporte financeiro, mas isso precisa constar ao empreendedor, como os primeiros custos da empresa, ou seja, esse investimento precisa impreterivelmente voltar embutido nos resultados.

Líderes imaturos praticam três erros muito comuns:

1.Valorizam mais os processos do que as pessoas.

Isso se reflete na maneira como eles se comunicam com seus colaboradores e como administram informações, muitas vezes com excesso de sigilo. Uma empresa que entende que os colaboradores são o maior ativo da empresa, investem mais em relacionamentos do que em processos. Poucas empresas colocam nas suas rotinas reuniões frequentes para saber exatamente o que está se passando com seus colaboradores.

2. Preferem ganhar uma discussão, ao invés de ganhar um colaborador.

Líderes inseguros, são caracterizados por atitudes de imposição e gestão centralizadora. Usam da sua posição para afirmar e distrair a sua insegurança. No processo de criação, nem sempre sabem gerenciar críticas e feedbacks e a falta de sensibilidade leva eles uma tentativa de se auto afirmar, quando na realidade, eles deveriam estar afirmando as opiniões dos seus colaboradores. Lembre sempre que podemos perder uma partida, mas nunca o campeonato. Algumas discussões “perdidas”, são essenciais para os seus melhores “artilheiros”, assegurar a grande vitória, ou seja, alcançar o objetivo, independentemente de como este processo foi discutido.

3. Boicotam potenciais que estão em volta deles.

Você já parou pra pensar na fragilidade que um cone de rua possui? isso mesmo, aquele objeto plástico, comumente atropelado pelos rodados de carros e caminhões. Cones são inexpressivos, até o momento que alguém coloca ele no lugar certo. Eu me lembro o dia em que estávamos em alta velocidade nas auto estradas da alemanha, e de repente uma dos oito pistas que escoavam os fluxos daqueles milhares de veículos parou, definitivamente parou. Pensamos que algo muito errado tinha acontecido, até o momento em que passamos e vimos que alguém tinha colocado 1 cone, isso mesmo UM CONE naquela faixa, e tudo parou. O carro havia pifado por complicações mecânicas.

É exatamente esta figura que surge em minha mente quando percebo líderes imaturos, que são verdadeiros ícones, na vida de outros colaboradores com talentos incríveis. Eles não percebem o quão fundamental que seria para eles, abrirem o caminho para estes gênios. Isso traz um impacto coletivo tanto em resultados quanto no nível de desempenho de toda equipe e organização.

Líderes imaturos podem deixar de ser imaturos a medida que compreendem o valor que existem nas pessoas que compõem a sua equipe.

Por Karl H. S. Dietz

Posts recentes
Comentários
  • Douglas
    Responder

    A dois dias atrás fui apresentado a empresa, e só tenho uma coisa a dizer “estou simplesmente apaixonado”. Já estou fazendo parte dessa equipe incrível e tenho buscado em todos os recursos conhecer melhor a empresa, o sonho e os negócios e cada aprendizado me encanto ainda mais.
    Adorei esse post sobre liderança, reflete bem a realidade de algumas empresas e abre nossos olhos em relação a nós mesmos como líderes, super motivador.

Deixe um comentário